Páginas

24 novembro 2022

Textual description of firstImageUrl

Tijelada em Montalvão

24 novembro 2022 0 Comentários

UMA RECEITA QUE CHEGA DE MEADOS (PELO MENOS) DO SÉCULO XIX.





Há muitas "Tijeladas" em várias localidades com pequenas variantes. Desde canela e mais farinha que o habitual (Abrantes), mel (Beira Baixa) a erva doce (Nisa) por exemplo.


A variedade desta "Tijelada gulosa" é que não é tão doce quanto a maior parte por ter aguardente de medronho. Isto porque a receita vem de tempos muito no passado de uma família - a minha bisavó mãe da minha avó materna - que tinha inúmeros medronheiros onde, todos os Invernos, fazia aguardente com o alambique que estava guardado nessa propriedade multifacetada, com castanheiros, oliveiras, sobreiros e azinheiras numa mistura pouco usual, na "Charneca", bem próximo da Salavessa, o outro povoado pertencente à freguesia de Montalvão.


Esta "Tijelada" menos doce e mais equilibrada que as habituais é para mim a melhor de todas as que já provei. Era um doce considerado caro, por isso em batizados e casamentos apenas era consumido, respetivamente, na mesa dos pais e noivos, ou seja, na dos padrinhos e madrinhas.




Ingredientes (para quatro pessoas): 

8 ovos

Açúcar (500 gramas ou duas chávenas)

Leite (um litro)

Farinha de trigo (uma colher de sopa)

Canela (uma colher de chá)

Aguardente - se possível - de medronho (quatro colheres de sopa ou um cálice)


Confeção: 



1. Ligar o forno para aquecer o pequeno tacho de barro onde se irá cozer o doce;



2. Colocar noutro recipiente maior (se possível de barro) os oito ovos e bater muito bem até poder juntar as 500 gramas açúcar e uma colher de chá de canela continuando a bater;



3. Juntar a colher de sopa de farinha de trigo continuando a bater, adicionando as quatro colheres de sopa (ou um cálice) de aguardente de medronho;




4. Adicionar o litro de leite e bater tudo até ficar a massa bem misturada;



5. Untar de azeite o interior do pequeno tacho previamente aquecido colocando neste o batido feito no outro tacho maior;




6. Levar ao forno durante 40 minutos;



7. A boa "Tijelada" é a que ao servir está aguada por baixo. Com esse caldo não é seca, por isso fica mais agradável ao degustar.




Assim se foi construindo Montalvão (aproveitando o que havia de bom... fazendo bem)


0 comentários blogger

Enviar um comentário